Procurando uma escola de negócios? Saiba o que considerar

Procurando uma escola de negócios? Saiba o que considerar

Fonte: Portal Administradores


A oferta de cursos na área de negócios, seja à distância ou presencial, tem crescido no Brasil. São mais de 20 instituições credenciadas, dentre as quais três se destacam entre as melhores do mundo, a exemplo da FGV EAESP, presença constante no ranking de educação executiva da Financial Times.

Diante dessa variedade, os candidatos aos cursos de MBA ou Especialização precisam adotar critérios e estabelecer metas objetivas para que possam acompanhar o próprio desenvolvimento. Ao fim do curso, é possível fazer uma análise de ROI sobre a própria carreira.

Essa é uma das escolhas que podem ser decisivas para a sua vida profissional, portanto deve ser tomada com cuidado. Confira abaixo 4 perguntas que você deve fazer à instituição de ensino antes de assinar sua matrícula.

A escola possibilita um networking produtivo?

Qualquer boa escola de negócios tem no seu corpo discente pessoas das mais diversas formações e atuações profissionais. Desde novatos no mercado de trabalho até veteranos com décadas de estrada, dos mais diversos setores da economia, todos estão ali em busca de um propósito comum.

Essa diversidade é enriquecedora para todos. O compartilhamento de experiências, práticas de negócios e informações garante um crescimento intelectual capaz de transformar sua carreira.

Por isso é necessário que a escola disponha de um ambiente e de métodos de ensino que estimulem o networking. Basta apenas um contato certo na hora certa para que você encontre a oportunidade da sua vida.

Há compartilhamentos de estudos de casos?

O mundo dos negócios é extremamente dinâmico. Uma solução pode funcionar hoje, porém não terá o mesmo efeito no trimestre fiscal seguinte. Portanto, saber como outras empresas e líderes enfrentam os desafios e como eles gerenciam as incertezas é fundamental para melhorar o desempenho corporativo.

Uma das melhores ferramentas para esse objetivo é o estudo de caso. Nele, os alunos analisam a trajetória de uma empresa diante de um determinado cenário – lançamento de produto, gestão de crise, redução de turnover, mudança de posicionamento — e estudam as melhores práticas.

Essa é uma maneira de ganhar experiência sem se expor aos riscos naturais dos mercados. É por isso que egressos de boas escolas de negócios são disputados pelas empresas mundo afora.

A escola tem incubadora de empresas?

Os candidatos a empreendedores têm mais chances de criar uma empresa forte se ela for alimentada, em seu nascedouro, com talentos e conhecimento. Uma incubadora é uma ótima solução para quem busca se se tornar um executivo sem escalar os degraus da hierarquia corporativa.

Escolas de negócios sólidas propiciam um ambiente onde o aprendizado se dê na prática. Portanto, disponibilizar uma incubadora própria é um bom sinal de que o aluno contará com o melhor aprendizado.

Os alunos são estimulados a ter uma visão ampla dos negócios?

Uma empresa é um ecossistema riquíssimo de ideias e iniciativas. São diversos setores trabalhando em conjunto para que todos alcancem um objetivo comum. Dirigir uma organização assim requer uma visão panorâmica e capacidade de gerenciamento e liderança.

Mas, para além da organização em si, o mercado é formado por milhares de empresas. As relações de negócios, de competitividade e de colaboração entre elas cria uma dinâmica que apenas os mais capacitados conseguem acompanhar.

Se você estudou em uma boa escola de negócios, é possível que tenha aprendido a ler movimentações e a antecipar tendências, gerando lucro para a sua companhia.