Sucesso em Consultoria

Sucesso em Consultoria

Tem se disseminado pela internet uma série de textos ensinando o caminho do sucesso. Gurus se apoiam no conceito amplo e raramente transparente de marketing de conteúdo. Enchem nossas caixas de e-mail com dicas, check-lists e outras parafernálias que são óbvias ou inúteis em sua maioria. Tudo com a pretensão de lhe garantir bons resultados, inclusive sucesso em consultoria.

Por trás desta iniciativa se explora gatilhos mentais, para vender outros serviços. E isto não está errado, se realmente funcionasse para quem propõe e para quem lê. Mas isto não se confirma.

O Que Funciona

Em uma palestra de Stephen Kanitz fui apresentado ao livro “Tudo o Que Eu Devia Saber na Vida Aprendi no Jardim de Infância”, de Robert Fulghum. Em uma livraria de aeroporto, pouquíssimo tempo depois, lá estava o livro. Comprei-o e descobri que o livro é uma coleção de crônicas, uma delas dando título à obra como um todo.

O que me chamou a atenção é que a mensagem central era curta e objetiva: o básico constrói tudo o que faz sentido em nossas vidas. Isto vale para o ambiente profissional, familiar, social etc. E o autor exemplificava isto muito bem, com a crônica central e outras igualmente interessantes.

Repetindo a mim mesmo e a muitos outros: menos é mais. Se quiserem uma forma mais sofisticada de dizer o mesmo, o princípio da Navalha de Ockham continua válido.

Simplifique, diminua, minimize: este é o processo metodológico que leva ao sucesso em consultoria.

Mas existe mais a se considerar.

Três Ps Que Fazem A Diferença

Não existem resultados imediatos. Qualquer que seja a atividade, ela precisa ser tocada de forma consistente. E isto envolve três palavras iniciadas com “P”.

A primeira é PROJETO. Sem um projeto não se chega a lugar algum. Um projeto é uma atividade que tem começo, fim e é única. Muitos consultores ensinam isto a seus clientes, mas esquecem de aplicar o conceito a si mesmos. Porque, além destes atributos, um projeto deve ter um objetivo claro, detalhadamente validado e preciso.

Um projeto não pode ser algo de que se abra mão facilmente e deve implicar em sacrifícios. Em empresas, um projeto demanda sacrifícios majoritariamente financeiros. Mas para profissionais, estes sacrifícios comprometem relacionamentos, o tempo disponível para si mesmos, a qualidade e o ritmo de vida. Por esta razão devem ser bem validados.

A segunda palavra é PROCESSO. Diferentemente do projeto, um processo é algo que deve ser repetido várias vezes. É algo que foi adequadamente construído com um projeto e agora pode ser praticado com relativa segurança.

Várias vezes pergunto aos participantes de minhas palestras e seminários quais processos eles estabilizaram em suas vidas, no ambiente profissional ou pessoal. O silêncio é a mais frequente resposta.

A terceira palavra é PACIÊNCIA. Neste contexto significa que não existe um caminho construído sem erros. É preciso se conviver com erros durante um aprendizado e querer tirar nota 10 em tudo, desde o começo, é viver fora da realidade. Alguns apologistas do estímulo e da prevenção de frustrações recomendam que se atribua notas altas sempre aos educandos. A vida, isto é, o maior processo educativo a que nos submetemos todos, discorda disto.

Faz muito tempo que li que Walt Disney recebeu mais de sessenta negativas de financiamento para seu projeto, até conseguir os recursos necessários para tocá-lo. Mas ele conhecia os três Ps e criou um império.

Comece Pelo Primeiro P E Conquiste O Sucesso

Eu sei que há muita gente por aí que afirma que é fácil alcançar resultados e que isto pode ser relativamente imediato. Desconfie desta proposta!

Sim, existem exceções. Mas se guiar por elas assumindo que são regras só evidencia sua inocência, ou cegueira! Se você olhar para a maioria dos grandes empresários e a maioria dos consultores, verá que as exceções não contam.

Um projeto necessita de mais um atributo: comprometimento do seu patrocinador. E comprometimento exige concentração, esforço, ajustes frequentes e muita pesquisa sobre o que funciona ou não. E tudo isto consome tempo, mas vale a pena.

O verdadeiro sucesso não gera gratificação instantânea e resultados imediatos, o que tantas pessoas gostam de falar ou escrever em mensagens de spam.

Muitos consultores levam anos para conquistarem o primeiro milhão! Outros o fazem com pouquíssimos projetos e a maioria nunca chega lá. Para algumas pessoas vai demorar mais, mas isso é o que posso assegurar: se você não começar a construir um projeto, se você não assumir um compromisso, se você não usar a navalha, não tem nenhuma chance realista de ver grandes resultados.

Então, eu quero encorajá-lo e oferecer-lhe este tipo de reflexão, porque ela tem servido a mim e a meus clientes muito bem ao longo dos anos. E estou confiante que vai ajudá-lo, também.

Osmar Rezende de Abreu Pastore


osmar1Prof. Mes. Osmar Rezende de Abreu Pastore

Mestre em Administração com ênfase em Gestão Internacional pela ESPM – Pós-Graduado em Finanças – Bacharel em Engenheiro Civil pela UFRJ; MBA em Administração pelo COPPEAD-UFRJ; Bacharel em Administração pela UAM; Mestrado no Programa de Gestão Internacional da ESPM. Professor de Cursos de Graduação e Pós em Sistemas de Informação, Administração, Gestão de Marketing e Vendas, Logística e Engenharia de Produção em instituições de ensino como PUC-RJ, UNISA, Universidade Anhembi Morumbi, Universidade Braz Cubas e ESPM. Educador corporativo, consultor de empresas e empresário. Conselheiro da OSCIP (ONG) Conselho Nacional de Defesa Ambiental – CNDA. Diretor Presidente do Instituto Brasileiro de Apoio À Pequena E Média Empresa – IBRAPEM.